Header Ads

AGAPE

Atleta agenciado pela Escolinha Liberal de Patos tem uma das multas rescisórias mais caras do futebol brasileiro


Kauã Nobrega (Foto quando ainda estava no Ceará) é atleta do Athetico Paranaense, uma das principais joias do futebol brasileiro, sua multa rescisória é de 60 milhões de euros, que gira em torno de 399 milhões de reais.

A Escolinha Liberal da cidade de Patos que é um projeto que foi idealizado por Wendel Liberal e vem com um trabalho de preparação aos jovens atletas que serve de exemplo para muitos e com atletas em equipes profissionais tradicionais no futebol brasileiro.


Oito atletas que fazem parte do projeto de Wendel Liberal ingressaram nas categorias de base em grandes equipes do futebol brasileiro, todos de Patos e  a maioria iniciaram com 10, 11 anos no projeto, com exceção para Marciel que é de Santa Luzia e chegou aos 13 anos passou por todo processo de preparação até ir para o Ceará e ser aprovado, Marciel tem contrato profissional no Vozão e com multa rescisória de 5 milhões.

Ruan Nóbrega, com passagens no ABC Natal, Bahia, Náutico-PE, Floresta-CE, garoto promissor que hoje é pai de família e teve que abandonar o futebol com 19 anos. Aluno da Escolinha de Futebol Liberal dos 14 anos ate encerrar no final do ano passado.
Pedro Lucas, 2002, com passagens no Cruzeiro-MG, Ceará S.C e Floresta-CE.

Alyson Lira, 2003, passagens pelo Cruzeiro-MG, ABC de Natal, hoje atleta assinado pelo Perilima-PB.

Jose Keven, 2004, atleta revelado pela escolinha liberal com 13 anos com passagens pelo Atlético de Morada Nova-CE, Ceará SC e hoje atleta profissional do Nacional de Patos com 17 anos.

Luan Henrique, 2006, atleta campeão sub 13 pelo Ceará S.C 2019 Atleta da Escolinha de Futebol Liberal.

Netinho, 2006, aprovado no Ceará S.C 2020 atleta da Escolinha de Futebol Liberal desde 11 anos de idade.

Maciel, 2003, atleta profissional do Ceará Sporting Club, agenciado por Wendell Liberal, Vicente Neto e o grupo AJ Sports.

Kauan Nobrega, 2006, campeão Cearense sub 13, 2019 pelo Ceará SC destaque da competição. Hoje atleta do Athetico Paranaense com  contrato ate 2026 uma das maiores multas rescisória de um atleta de base do futebol brasileiro (60 milhões de euros) algo em torno de R$ 399 Milhões de Reis.
Veja abaixo mais fotos dos atletas:





Esporte do Vale

0 comentários via Blogger
comentários via Facebook

Nenhum comentário

Tecnologia do Blogger.