BANNER TOPO

Mostrando postagens com marcador Esportes. Mostrar todas as postagens
Mostrando postagens com marcador Esportes. Mostrar todas as postagens

Botafogo vence o Campinense e é bicampeão Paraibano

Nenhum comentário

segunda-feira, 9 de abril de 2018--

O Botafogo-PB conseguiu vencer o Campinense, por 2×0, e levou o Campeonato Paraibano, no Almeidão. O resultado deixou o Belo classificado diretamente para a fase de grupos da Copa do Nordeste 2019 e fez a torcida gritar o bicampeonato seguido na noite deste domingo (8) em toda João Pessoa.

O primeiro tempo começou com o Campinense em cima do Belo, com duas chances de marcar. A primeira aconteceu aos sete minutos do primeiro tempo, quando o zagueiro Gladstone errou e a bola sobrou para Jackinha, que dominou e chutou, mas o goleiro Saulo salvou o Botafogo.

A segunda chance de gol da Raposa foi em seguida, aos oito minutos, quando Felipe Macena chutou de fora da área e Saulo defendeu novamente.

Já aos 16 minutos uma confusão entre jogadores, membros da comissão técnicas do Campinense e gandulas do jogo terminou com dois jogadores reservas da Raposa expulsos e três gandulas também expulsos do jogo, deixando o jogo paralisado por pelo menos cinco minutos.

Depois que a bola voltou a rolar o Belo dominou a partida, trocando passes e arriscando cobranças de falta com o meia Marcos Aurélio, que levou perigo por pelo menos duas vezes ao gol da Raposa.

Em um dos lances Marcos Aurélio levantou bola na área, Dico ajeitou e deixou Gladstone livre para marcar, mas o zagueiro chutou para fora.

Aos 46 minutos o Belo teve um gol anulado, após Marcos Aurélio cobrar falta, Jeferson defendeu dando rebote, a bola sobrou na área e o volante Rogério cruzou para trás, com Dico completando para o gol. Porém, a assistente anulou o gol afirmando que antes de Rogério cruzar para a área a bola havia saído de campo.

No segundo tempo o Belo voltou pressionando o Campinense e conseguiu abrir o placar aos quatro minutos, com o atacante Nando, que, livre dentro da área, aproveitou sobra de bola e marcou.

Após o gol, o Belo diminuiu a intensidade dos ataques e passou a jogar em contra-ataques. Já o Campinense começou a sair para o jogo, mas sem conseguir lances de perigo.

Aos 32 minutos, o sistema defensivo do Campinense falhou e a bola sobrou para Mário Sérgio, que partiu em direção ao gol, mas foi parado com falta de Rafael Jensen, que recebeu o segundo cartão amarelo e foi expulso.

Mesmo com dez em campo, o Campinense teve a chance de empatar a partida aos 34 minutos, quando Muller Fernandes avançou e chutou cruzado, a bola passou por Saulo e cruzou a frente do gol do Belo, mas sem jogadores da Raposa para completar para o gol.

No castigo de quem não faz leva, a Raposa acabou tomando o segundo gol aos 35 minutos. O gol aconteceu quando Marcos Aurélio levantou bola na área, em cobrança de falta, e o zagueiro Lula marcou para o Belo.

Após o segundo gol do Belo os dois times não conseguiram criar mais chances e a partida terminou aos 48 minutos, com o Botafogo sendo consagrado campeão.

Fonte: Portal Correio

Raposa vence o Belo e larga na frente na busca pelo título paraibano

Nenhum comentário

sexta-feira, 6 de abril de 2018--

Com a vantagem de jogar por um empate no somatório dos resultados, o Botafogo-PB entrou desligado no Estádio Amigão. A prova disso é que o Campinense, em ritmo alucinante, abriu o placar no primeiro lance do jogo. Uma jogada bem trabalhado no meio campo, da direita para a esquerda, terminou com gol de Tarcísio. E nos primeiros 90 minutos, a velocidade e a boa defesa da Raposa foi o que chamou a atenção. Do outro lado, o Belo falhou demais na marcação e pouco criou no ataque. Com o resultado, o Rubro-Negro agora é quem possui a vantagem e está a um empate do título paraibano. Em contrapartida, o Alvinegro precisa vencer por qualquer placar que chega ao bicampeonato consecutivo.

No primeiro tempo um ataque fulminante. Com apenas um minuto e meio, o Campinense abriu o placar. Tarcísio recebeu na área após uma boa jogada trabalhada e estufou as redes do goleiro Saulo. A defesa botafoguense apenas assistiu toda a jogada. O lance do gol praticamente foi um resumo dos 45 minutos iniciais da decisão. A Raposa controlou todas as situações, atacando muito pelo lado direito, com Alex Murici e o próprio Tarcísio. O Belo só conseguiu reagir no lance final, quando Marcos Aurélio acertou a trave de Jeferson em cobrança de falta.

Na etapa final, o Botafogo-PB veio com uma nova postura, mas não conseguia infiltrar para cima da forte defesa do Campinense. A melhor chance, inclusive, saiu dos pés de Nando, o artilheiro do estadual. Porém, o camisa 9 alvinegro parou em Jeferson. O dono da meta da Raposa garantiu mais que o time de Campina Grande mantivesse o número de apenas 4 gols sofridos no Paraibano até aqui. Enquanto isso, o Rubro-Negro apostava nos contra-ataques e quase marcou com Tarcísio. Desta vez, no entanto, o autor do gol raposeiro falhou feio e perdeu uma oportunidade clara de ampliar. E ficou por isso mesmo, Campinense 1 x 0 Botafogo-PB.


Gepb


Belo perde por 2X0, mas ainda garante a classificação

Nenhum comentário

sexta-feira, 30 de março de 2018--

A noite foi sofrida para o torcedor do Botafogo, mas o clube está nas quartas de final da Copa do Nordeste pela primeira vez no atual formato da competição. Jogando no Almeidão, o Belo perdeu para o Bahia por 2 a 0, mas escapou de mais uma eliminação na primeira fase devido ao empate em 2 a 2 entre Altos-PI e Náutico-PE. Com o resultado, o Tricolor de Aço chegou aos 12 pontos e avançou na liderança da chave, com o time paraibano em segundo, com dez.

Acompanhe os melhores lances da partida, no Tempo Real


Ao final da partida, o torcedor do Botafogo não escondeu sua insatisfação e protestou. Os atletas deixaram o campo aos gritos de "time pipoqueiro". Outra vítima dos torcedores foi o técnico Leston Junior, que foi chamado de "burro".

O jogo começou movimentado, com as duas equipes buscando o ataque. Aos 11 minutos, o Belo assustou o goleiro baiano. Marcos Aurélio cobrou falta com força em direção a área e a zaga desviou para escanteio, tirando tinta da trave defendida por Douglas.

Aos 26 minutos, o volante Jataí derrubou Zé Rafael na área e o arbitrou marcou pênalti para o Bahia. O artilheiro Edigar Junio bateu bem e abriu o placar para o Tricolor, calando o Almeidão.

Aos 40, o time visitante ampliou. Nino Paraíba fez boa jogada na direita, cruzou na área, a zaga do Belo falhou ao tentar afastar e a bola sobrou na medida para Marco Antônio marcar o segundo.

No segundo tempo, o técnico Leston Junior fez duas mudanças na tentativa de mudar o desempenho do time, mas foi o Bahia que seguiu pressionando. Aos 11 minutos, Edigar Junio chegou a marcar o terceiro, de cabeça, mas a arbitragem anulou alegando impedimento do atacante.

O Bota ainda criou algumas oportunidades, mas o Bahia foi sempre mais perigoso. No fim, os visitantes ainda acertaram uma bola na trave com Edigar Junio. Na próxima segunda-feira um sorteio vai definir os confrontos das quartas de final do Nordestão, às 12h.

Agora, o Botafogo foca todas as suas atenções na semifinal do Campeonato Paraibano. Domingo (1º), o time vai até Campina Grande encarar o Treze pela partida de volta. Com o triunfo por 2 a 1 no primeiro embate, o Belo joga pelo empate para encarar o Campinense.


Fonte: Portal Correio

Auto e Nacional empatam e definição sobre o segundo rebaixado fica para a última rodada

Nenhum comentário

quinta-feira, 22 de março de 2018--

A vontade de vencer proporcionou para Auto Esporte e Nacional um duelo bem equilibrado na noite desta quarta-feira (21). O resultado no Almeidão foi um empate em 1 a 1, o que deixou a definição pela permanência de ambos na Primeira Divisão do futebol paraibano para a próxima rodada. Cezinha abriu o placar para o Canário do Sertão, enquanto que Anderson Morcego empatou para o Time Automobilista.

O primeiro tempo deu vários sinais de que seria um jogo muito disputado. O Verdão Maravilha foi quem saiu na frente, aos 25 minutos, com Cezinha. Bruno Paraíba bateu cruzado e deixou para o atacante completar. A reação automobilista veio quatro minutos depois. Depois de um apagão na defesa nacionalina, Anderson Morcego aproveitou a bobeira e deixou tudo igual no placar do Almeidão.

Ainda sonhando com a permanência na elite, o Auto Esporte gostou do empate e no segundo tempo continuou a pressionar. Tanto que as melhores chances foram do Macaco Autino, mas acabou que o resultado não saiu do 1 a 1.

Na próxima rodada, os times entram em campo pela última vez nesta temporada. O Nacional receberá a Desportiva Guarabira em Patos, no José Cavalcanti, enquanto que o Auto Esporte vai até Cajazeiras visitar o Atlético. Os dois jogos estão programados para o próximo domingo (25), às 17h.

Em Guarabira

O Atlético de Cajazeiras cumpriu com a sua obrigação enquanto time que queria se manter na Primeira Divisão. Jogando em Guarabira, o Trovão Azul venceu a Desportiva por 3 a 0, resultado que rebaixou o Azulão do Brejo. Cleitinho abriu o placar com um gol de pênalti, deixando para Bruno e Alef a missão de completar o placar.

Fonte: Portal Correio

Botafogo vence o Sousa e se classifica para as semi-finais do Paraibano

Nenhum comentário

sexta-feira, 16 de março de 2018--

O Botafogo-PB venceu o Sousa por 3 a 1 na noite desta quinta-feira (15), no estádio Almeidão, em João Pessoa, e, com isso, avança às semifinais do Campeonato Paraibano. Após ser derrotado por 1 a 0 no jogo de ida, o Belo, por ter feito melhor campanha, precisava apenas de uma vitória simples para eliminar o Dinossauro. Na próxima fase, a equipe pessoense enfrentará o Treze, com primeiro jogo marcado para este domingo (18).

O jogo começou bastante estudado, mas o Botafogo-PB demonstrava maior vontade de ir ao ataque. O Belo tinha mais posse de bola, mas encontrava um Sousa bem postado na defesa. O placar, no entanto, não demorou a sair do zero. Aos 11 minutos, Felipe Cordeiro foi derrubado por Camilo dentro da área do Sousa e o árbitro marcou pênalti, sob protesto dos atletas do Dinossauro. Em boa cobrança, o atacante Nando mandou no canto direito superior e deslocou o goleiro Alencar Baú, estufando a rede e colocando o time da casa em vantagem.

Após o pênalti, o Botafogo-PB tentou seguir pressionando, mas o Sousa reagiu bem ao gol sofrido, melhorando em campo e equilibrando a partida, tendo também mais posse de bola.

Apesar de o equilíbrio ter ocorrido até o fim do primeiro tempo, no início da segunda etapa o Belo tratou de esfriar os ânimos da equipe visitantne. Logo aos três minutos, Dico tocou de cabeça e, após falha feia de André Lima, do Sousa, a bola ficou com Nando, que teve todo o tempo do mundo para dominar e mandar para o gol, marcando o segundo dele e ampliando para os donos da casa.

A vantagem alvinegra foi consolidada aos 10 minutos do segundo tempo. Felipe Cordeiro avançou pela direita e cruzou para o meio da área. Marcos Aurélio, camisa 10 do Botafogo-PB, pegou de primeira e mandou para as redes, fazendo um bonito gol e ampliando a diferença para 3 a 0.

Com a boa vantagem, o Belo passou a controlar melhor as ações dentro de campo, enquanto o Sousa parecia sem condições para empatar no Almeidão. Mesmo assim, aos 28 minutos, o Dinossauro ainda marcou seu gol de honra. Gleidson tentou a finalização e Gladstone ainda interceptou antes da bola sobra para Ramon Reis, que completou para as redes e marcou o único gol do time sertanejo na partida, fechando o placar em 3 a 1.


Fonte: Correio da Paraíba

FPF divulga tabela do mata-mata e do quadrangular da morte

Nenhum comentário

segunda-feira, 5 de março de 2018--

No início da tarde desta segunda-feira (05/03), a Federação Paraibana de Futebol (FPF) definiu as datas, horários e locais das partidas que darão sequência ao Campeonato Paraibano de 2018. Com Campinense e Treze assistindo tudo de camarote, já que estão garantidos nas semifinais, os jogo das pré-semifinais e do quadrangular da morte, que definirá os dois rebaixados, tem início já nesta quarta-feira (07/03).

De volta para João Pessoa, o Auto Esporte, que não venceu uma vez sequer na primeira fase, vai receber o Atlético de Cajazeiras no estádio Amigão, às 20h30, mesmo horário que a Desportiva Guarabira enfrenta o Nacional de Patos – que pontuou mais que o Treze, líder do Grupo B, por exemplo -, no estádio Silvio Porto. Ambas partidas são pelo quadrangular do rebaixamento, que termina no dia 25.

Pelas pré-semifinais, também na quarta, o Botafogo-PB, segundo colocado do Grupo A, enfrenta o Sousa, terceiro lugar do mesmo grupo, no Marizão, às 20h30. Os jogos de ida serão encerrados na quinta-feira (08/03), no Amigão, quando o Serrano vai duelar com o CSP. Os jogos de volta serão disputados nos dias 15 e 14 de março.

O vencedor de Belo x Dinossauro vai pegar o Treze nas semifinais, enquanto quem passar entre Tigre e Lobo da Serra encara o Campinense. A FPF marcou ainda as semifinais para os dias 18 de março e 1 de abril, e as finais nos dias 4 e 8 de abril, como já havia sido divulgado anteriormente.

Pré-semifinais:

Jogos de ida:

07/03
20h30 – Sousa x Botafogo-PB (Marizão)

08/03
20h30 – Serrano x CSP (Amigão)

Jogos de volta:

14/03
20h30 – CSP x Serrano (Almeidão)

15/03
20h30 – Botafogo-PB x Sousa (Marizão)

Quadrangular da morte:

1ª rodada:

07/03
20h30 – Auto Esporte x Atlético de Cajazeiras (Almeidão)

08/03
20h30 – Desportiva Guarabira x Nacional de Patos (Silvio Porto)

2ª rodada:

11/03
17h – Nacional de Patos x Auto Esporte (José Cavalcanti)
17h – Atlético de Cajazeiras x Desportiva Guarabira (Perpetão)

3ª rodada:

14/03
20h30 – Desportiva Guarabira x Auto Esporte (Silvio Porto)
20h30 – Atlético de Cajazeiras x Nacional de Patos (Perpetão)

4ª rodada:

18/03
16h – Auto Esporte x Desportiva Guarabira (Almeidão)
17h – Nacional de Patos x Atlético de Cajazeiras (José Cavalcanti)

5ª rodada:

21/03
20h30 – Auto Esporte x Nacional de Patos (Almeidão)
20h30 – Desportiva Guarabira x Atlético de Cajazeiras (Silvio Porto)

6ª rodada:

25/03
17h – Nacional de Patos x Desportiva Guarabira (José Cavalcanti)
17h – Atlético de Cajazeiras x Auto Esporte (Perpetão)




Fonte: Portal Correio

Rafael Ibiapino marca mais um e Serrano-PB vence o Auto Esporte no Estádio Amigão

Nenhum comentário

quarta-feira, 28 de fevereiro de 2018--

No jogo de complemento da partida o Serrano-PB e Auto Esporte entraram em campo na tarde desta quarta-feira (28/02), para complementar a partida que acabou paralisada no dia 17 de fevereiro por falta de policiamento. E com a presença da Polícia Militar e também da ambulância com médico, as duas equipes jogaram por cerca de 45 minutos. 

E num confronto na qual cada time estudava o seu adversário, o Lobo da Serra foi certeiro e deu o bote na reta final. No cruzamento de André, Rafael Ibiapino marcou o gol decisivo da partida.

A vitória deixou o Serrano-PB com a vaga no mata-mata na mão, enquanto o Auto Esporte segue sem vencer no Paraibano desta temporada.

Na 10ª e decisiva rodada da primeira fase do Paraibano, o Serrano-PB vai receber o Nacional de Patos no Estádio Presidente Vargas, em Campina Grande. Um empate já garante o Lobo da Serra matematicamente no mata-mata. Porém, para se manter na zona de classificação, o Alviverde vai secar o Atlético-PB, que visita o Botafogo-PB no domingo.

Do outro lado, o Auto Esporte vai enfrentar o CSP no Estádio Carneirão, em Cruz do Espírito Santo. O Macaco Autino tenta a primeira vitória na temporada, enquanto o Tigre vai em busca do triunfo de olho na liderança do Grupo B.


Fonte: Gepb

Jogo suspenso entre Auto Esporte e Serrano-PB será retomado nesta quarta

Nenhum comentário
O jogo entre Auto Esporte e Serrano-PB, realizado no último dia 17 de fevereiro, e que foi suspenso por ausência de policiamento, vai ser retomado do momento em que foi paralisado, nesta quarta-feira (28), no estádio Amigão em Campina Grande, mesmo local onde começou a disputa. O duelo é válido pela oitava rodada do Campeonato Paraibano, está empatado em 1 a 1, e vai recomeçar aos dez minutos do segundo tempo, quando houve a paralisação da partida.


Ao dez minutos da etapa complementar, o médico que estava responsável pela partida teve que sair do estádio Amigão para atender uma emergência. Com a ausência do profissional, o árbitro do jogo, para obedecer o Estatuto do Torcedor, teve que paralisar a partida até que um novo médico chegasse.


A partida ficou paralisada por cerca de 40 minutos, quando um novo médico chegou ao  Amigão. Nesse momento, no entanto, o policiamento já havia saído do estádio e o árbitro da partida, Adelison Sales, suspendeu o confronto.


Nesses casos, o Regulamento Geral das Competições da Confederação Brasileira de Futebol define que o jogo deveria ser retomado no dia seguinte, no mesmo local, às 15h, o que não foi feito. A Federação Paraibana de Futebol, então, remarcou a continuação da partida para esta quarta-feira.

Fonte: Portal Correio

Nacional vence o Atlético e encosta no líder Campinense

Nenhum comentário

domingo, 4 de fevereiro de 2018--

Foto: Raniery Soares
Após o Campinense ter superado a Desportiva Guarabira por 2 a 0, e abrir cinco pontos de diferença, o Nacional fez sua parte e não deixou o líder do Campeonato Paraibano se distanciar na liderança. Neste domingo (04/02), a equipe de Patos recebeu o Atlético de Cajazeiras, no José Cavalcanti, venceu pelo placar de 1 a 0, e assumiu a vice-liderança do Grupo A, em duelo válido pelo fechamento da 6ª rodada.

Os dois times buscavam desde o início o gol, ambos tinham uma meta: a vice-liderança de seus respectivos grupos. O time da casa partiu pra cima e buscava a quarta vitória seguida a todo custo. Já o Atlético apresentava uma melhor aplicação tática, principalmente na marcação e com bom toque de bola, equilibrava as ações do Canário.

O Naça apostou na velocidade e numa boa troca de passes, aos 15 minutos, Manú recebeu a bola dentro da área, driblou o defensor e tocou para Lúcio Curió, que chegou para finalizar, porém a defesa atleticana afastou o perigo.

O confronto era quente no José Cavalcanti, tanto que mesmo antes dos 20 minutos, Romerito do Trovão e Leandro Marlon do Nacional já haviam levado um cartão amarelo cada. Mas também tinha futebol. Aos 27, Cezinha fez boa jogada com Manú e bateu de fora da área para uma bonita defesa de Jefesson.

Logo no começo da segunda etapa, o time do Atlético voltou disposto a abrir o placar. Em duas oportunidades o time chegou com perigo ao gol de Pantera. Primeiro com Van Basten, mas a arbitragem marcou impedido. Logo depois, Thiago Almeida armou o contra-ataque, que Alysson cruzou na área, a bola foi desviada para fora e o volante Romerito acertou um chutaço e o camisa 1 do time patoense se esticou todo para salvar aquele que seria o gol do Azulão.

Mas aí brilhou a estrela do artilheiro do Campeonato. Aos 23 minutos, Lucio Curió bateu a falta quase dentro da grande área, sem chances para o arqueiro do Atlético. Festa do torcedor no José Cavalcanti.

Atrás do placar, o Atlético começou a permanecer mais tempo com a bola nos pés.  Mas nas duas oportunidades, a equipe comandada pelo técnico Índio Ferreira não soube aproveitar e esbarrou na defesa do Naça.

O atlético ainda tentou. Aos 40, Cleitinho bateu forte de fora da área e acertou o travessão do goleiro pantera. Três minutos depois  foi a vez de Pantera brilhar. Em cobrança de escanteio, o atacante Jorge Mauá cabeceou bonito e o camisa 1 fez uma excelente defesa.

No fim, Dalton do Trovão e Guideo do Nacional ainda foram expulsos. Mas não tinha tempo para mais nada. Fim de jogo, com vitória maiúscula do Nacional de Patos.

Com o resultado, o vice-líder Nacional soma sua quarta vitória seguida no Estadual e chega aos 13 pontos, três a menos do que o Campinense. Já o Atlético perdeu a segunda seguida, a quarta no Campeonato, estaciona nos seis pontos e está na 4ª posição do Grupo B.

Pela próxima rodada do Paraibano, o Canário do Sertão tem um duelo difícil diante do Treze no sábado, em partida que será realizada no Estádio Presidente Vargas, às 16h. Dois dias antes, o Atlético encara o líder o Campinense, na quinta-feira, às 20h30, no Perpetão, em Cajazeiras.


Fonte: Portal Correio

Dia de clássicos no Paraibano; confira jogos de hoje

Nenhum comentário

domingo, 21 de janeiro de 2018--

Quatro jogos fecham neste  domingo (21) a 3ª rodada  do Campeonato Paraibano de Futebol.

Embalado pela vitória na Copa Nordeste diante do Bahia, em Salvador, o Botafogo-PB joga com o Treze, em mais um clássico tradição, no Estádio Almeidão, às 16h, em João Pessoa.

O Campinense  enfrenta o CSP, às 16h, no Amigão, em Campina Grande.

No Estádio Marizão, em clássico sertanejo, o Sousa pega o Atlético de Cajazeiras, à 17h, em Sousa.

Já  Guarabira, no Estádio Silvio Porto, às 16h, o Desportiva Guarabira  enfrenta o Nacional de Patos.

A rodada foi aberta ontem com jogo entre Auto Esporte e Serrano, no Estádio Carneirão, em Cruz do Espírito Santo. De virada, o Serrano derrotou o Auto por um placar de 2 a 1.

Fonte: Maispb

Começa hoje "Domingo, (07/01), a 108ª edição do Campeonato Paraibano de Futebol

Nenhum comentário

domingo, 7 de janeiro de 2018--

O Campeonato Paraibano é o primeiro estadual do país a começar em 2018. Neste domingo, quatro jogos abrem a 108ª edição da competição, mais uma vez polarizada pelo trio de ferro – Botafogo-PB, Treze e Campinense. Só que, desta vez, com um regulamento propício às surpresas, ainda mais contando com o investimento feito pelos clubes sertanejos. Assim, o Paraibano promete ser um campeonato equilibrado e cheio de emoção.

É lógico que os grandes saem na frente. Com mais poder de investimento, eles foram às comprar com gosto. O Botafogo-PB, atual campeão, trouxe o zagueiro Gladstone (ex-Cruzeiro) e o atacante Nando, um dos artilheiros do futebol nordestino nas últimas temporadas defendendo o ABC. Mas a grande aposta é mesmo o meia Marcos Aurélio, que teve uma passagem de destaque pelo Coritiba e disputou a Série B do ano passado pelo Luverdense.

Já o Treze, atual vice-campeão, repatriou o ídolo Marcelinho Paraíba. Depois de um belo campeonato em 2017, o veterano de 42 anos foi defender a Portuguesa na Série D e na Copa Paulista. De volta, promete ser o maestro de um time recheado de bons jogadores, como o goleiro Saulo (ex-Sport) e o atacante Reinaldo Alagoano, que veio do rival Campinense.

O Campinense, por sua vez, fez contratações menos badaladas. O clube viveu um processo eleitoral conturbado e isso acabou prejudicando um pouco o planejamento. Ainda assim, a Raposa aposta na velha máxima de formar bons times com poucos recursos. E deu essa missão a Celso Teixeira, um técnico acostumado a extrair o melhor de um elenco limitado. No ano passado, por exemplo, ele foi o grande responsável por levar o Treze à final do Campeonato Paraibano, quando ninguém apostava muito nisso.

Mas o que torna mesmo o Paraibano imprevisível é o fato do Sertão também vir forte. Campeão da segunda divisão, o Nacional de Patos fará companhia a Sousa e Atlético de Cajazeiras nesta temporada. E os três resolveram investir para, no mínimo, brigar por uma vaga na Série D do ano que vem.

O Canário manteve a base da Segundona, reforçado de jogadores como o goleiro Pantera (campeão da Copa do Nordeste de 2013 pelo Campinense) e pelo atacante Lúcio Curió (ex-América-RN, que retorna ao futebol paraibano).

Semifinalista do ano passado, o Atlético de Cajazeiras espera repetir a dose e dar um passo adiante. A vaga na Série D bateu na trave e agora essa é a meta estabelecida pela diretoria do Trovão Azul. Para isso, manteve a bem sucedida parceria com empresários paulistas e trouxe o zagueiro Fábio Bilica, com passagens por times como Grêmio e Udinese, para ser o xerifão da defesa. O lateral Alyson, retornando de empréstimo ao Botafogo-PB e os atacantes Mosquito e Jó Boy são os outros destaques da equipe treinada pelo competente Índio Ferreira.

O Sousa aposta basicamente na tradição. Único time sertanejo a ser duas vezes campeão paraibano (1994 e 2009), o Dinossauro quer apagar a péssima campanha do ano passado, quando flertou com a zona de rebaixamento praticamente todo o campeonato. Para isso, trouxe o técnico Cleibson Ferreira para começar um trabalho praticamente do zero.

Os outros times têm ambições mais modestas. Escapar do quadrangular da morte já seria um motivo para comemorar. O que não quer dizer que podem surpreender, como fez o Serrano no ano passado. De candidatíssimo ao rebaixamento, o Lobo da Serra brigou até o fim por uma vaga no G-4 e por pouco não alcançou às semifinais. O Auto Esporte, por sua vez, aposta na tradição de quem já foi sete vezes campeão paraibano. CSP e Desportiva montaram times caseiros, mas acreditam que o entrosamento pode fazer a diferença.

Regulamento pode ajudar times a surpreenderem

Que Botafogo-PB, Treze e Campinense são os grandes favoritos, isso ninguém discute. Mas o regulamento adotado este ano pode ser uma armadilha para os grandes e ajudar os times de menor investimento a beliscar uma vaguinha nas finais.

Os dez times foram divididos em dois grupos de cinco, baseado na classificação do ano passado. No Grupo A, ficaram os clubes que terminaram em posições ímpares – 1º, 3º, 5º, 7º e o 1º da segunda divisão; no Grupo B, os pares: 2º, 4º, 6º, 8º e o 2º da Segundona. O resultado disso? Um desequilíbrio de forças.

Para se ter uma ideia, o Grupo A reúne 57 títulos estaduais: Botafogo-PB (28), Campinense (20), Auto Esporte (6), Sousa (2) e Nacional de Patos (1). No Grupo B, apenas Treze (15 títulos) e Atlético (1) já sentiram o gostinho de serem campeões, e vão medir forças com Serrano, CSP e Desportiva.

Pelo regulamento, os times de um grupo enfrentam os do outro, em jogos de ida e volta. Os campeões de cada chave passam direto para as semifinais. Os segundos e terceiros colocados se enfrentam numa espécie de repescagem, com jogos dentro da própria chave. Os vencedores passam para as semifinais.

Em relação a rebaixamento, os dois últimos de cada grupo vão para o quadrangular da morte, com jogos de ida e volta para se definir os dois que caem para a segunda divisão.

Campeonato Paraibano começou em 1907. Ou foi em 1917? Ou 1919?
Falar da história do Campeonato Paraibano é um desafio. Isso porque são vários asteriscos ao longo dos anos e a FPF não faz nenhum esforço para dirimir as dúvidas. A começar pelo ano da primeira competição. Muitos cravam 1917, quando o Pio X se sagrou campeão de um campeonato minimamente organizado; outros apontam para 1919, quando surgiu a Liga Desportiva Parahyba, precursora da atual Federação.

Mas, nos últimos anos, os historiadores vêm considerando mais a hipótese do primeiro campeonato ter sido realizado em 1908, quando finalmente os times existentes à época se organizaram para uma disputa. Essa é a linha também adotada neste guia.

Ainda assim, existem outras polêmicas. O campeonato de 1922 não aconteceu, mas o Pytaguares é reconhecido como campeão daquele ano por ter vencido o Torneio Início. Em 1930 e 1951 o campeonato de fato não aconteceu. Em 1975, o título foi dividido por Botafogo-PB e Treze, mas até hoje o Campinense briga na Justiça para tirar a taça do Galo e ser proclamado campeão. Em 1985, ano do quarto centenário, o campeonato não foi decidido por falta de datas; e em 2002, o Botafogo-PB questiona o título do Atlético de Cajazeiras, que teria escalado um jogador irregular. Para a Federação, vale o que foi decidido em campo.


Fonte: G1pb




Nacional de Patos, intensifica os treinos para estreia do campeonato paraibano no próximo domingo

Nenhum comentário

quarta-feira, 3 de janeiro de 2018--

Após a folga para as comemorações de fim de ano, o grupo se reapresentou na última terça-feira intensificando os treinos para estreia fora de casa no próximo domingo.  
Durante a pré-temporada o Nacional realizou três amistosos por último  venceu o campeão municipal de 2017, por 4x2, na última sexta-feira (29/12), os comandados de Marcos Nascimento, treinaram em dois períodos no sábado (30/12), e foram liberados para a tradicional folga de fim de ano.

O Canário tem estreia marcada para o próximo domingo em Cajazeiras-PB, diante da equipe do Atlético, o jogo marca o início do certame estadual de futebol da primeira divisão.

O treinador Marcos Nascimento vai usar a última semana de trabalhos, antes da estreia, para sanar as dúvidas que ainda existem e colocar o time base para atuar em treinamentos, visando o início da competição.

De acordo com a diretoria do clube, ainda há possibilidade de contratações de mais algumas peças para o elenco, porém, os diretores trabalham em sigilo, pois há dificuldades para se trazer bons jogadores, nesse inicio de temporada.




Assessoria

Nacional trabalha em dois períodos na penúltima semana de pré-temporada

Nenhum comentário

quarta-feira, 27 de dezembro de 2017--

Após o recesso de Natal concedido aos jogadores, o elenco do Verdão Maravilha, voltou aos trabalhos na manhã desta terça-feira. Os comandados de Marcos Nascimento, terão atividades em dois períodos durante esses três dias que antecedem o amistoso diante do Campinense, na próxima sexta-feira (29), no municipal José Cavalcanti.

As atividades desta semana serão aplicadas na academia das FiP e também no estádio municipal José Cavalcanti.

Ainda na fase de experimentos o treinador Marcos Nascimento, observa as atuações da sua equipe e vai sanando dúvidas, para montar o time que inicia a disputa do campeonato paraibano 2018, dia 07 de janeiro em Cajazeiras, diante do Atlético. 

Assessoria

Nacional de Patos marca primeiro amistoso nesta pré-temporada

Nenhum comentário

terça-feira, 12 de dezembro de 2017--

O Nacional Atlético Clube fará seu primeiro jogo treino desta pré-temporada, neste domingo (17), ás 17h no estádio municipal José Cavalcanti. De acordo com a diretoria do clube, o adversário será o Centro Esportivo Desterrense, da cidade de Desterro-PB.

Em contato com o nosso site, o presidente do clube Alisson Nunes, afirmou que devido ao bom relacionamento com o prefeito da cidade Valtécio de Almeida, o Nacional vai receber a equipe da região da Serra do Teixeira.

“Faremos esse jogo treino contra a equipe da cidade de Desterro, o prefeito Valtécio nos atendeu muito bem e vamos enfrentar a equipe da sua cidade. Quero convidar o torcedor a ir conhecendo nosso time e também fazer o contive aos amantes de futebol da cidade de Desterro para vir ao municipal acompanhar essa partida”, convidou o presidente. 

Segundo o treinador Marcos Nascimento, esse será o primeiro de uma sequência de três amistosos.

“Nós precisamos fazer pelo menos três amistosos, para testar e dar ritmo ao nosso elenco. Vamos começar domingo e termos mais dois compromissos, para poder avaliar o nosso time e ir identificando algumas falhas e corrigindo-as até o dia da nossa estreia”, disse técnico.

A diretoria ainda não definiu os valores dos ingressos para o torcedor acompanhar o primeiro teste do Naça, neste domingo. No decorrer da semana, no site e nas redes sociais do clube, os preços das entradas serão informados.

 

Nacional contrata mais um reforço para compor o elenco que vai disputar o paraibano

Nenhum comentário

sexta-feira, 8 de dezembro de 2017--

Iniciando os trabalhos da pré-temporada e com uma rotina de treinamento três vezes por dia, o Nacional de Patos recebeu nesta quinta-feira (07/12), mais um reforço. O volante Guidio Oliveira, que estava no Guarani de Juazeiro-CE, o atleta se apresentou a comissão técnica e já foi logo pegando no trabalho.

Integrado ao elenco, o atleta fez atividades físicas durante o dia e no período da tarde, treinou na caixa de areia da AABB-Patos, junto com os novos companheiros.

Com uma grande expectativa em torno do seu nome, o jogador afirma que, poder defender o Nacional, é um orgulho, pelas boas referências que o clube tem em todo o Nordeste.

“Eu recebi ótimas informações da cidade, e também do clube, um grande time do futebol paraibano e que eu tenho orgulho em poder defender. Espero corresponder às expectativas, tanto da torcida como da diretoria, conseguindo alcançar os objetivos traçados pelo grupo”, disse o volante.

Com relação aos novos companheiros, o meio campista afirmou que o grupo é qualificado e que será uma boa disputa para quem vai começar jogando. 

“Achei muito bom o elenco, jogadores qualificados e que se estão aqui, tem condições de atuar com a camisa do Nacional. termos uma boa disputa, uma briga boa, por um lugar na equipe. Com isso o clube só tem a ganhar, pela qualidade do elenco e todos focados em garantir seu lugar no time titular”, concluiu Guidio.

Sequência dos Trabalhos

O elenco que se apresentou na última terça-feira, segue a sequência de trabalhos em três períodos. Nesta sexta e sábado, as atividades da pré-temporada seguem em ritmo forte. De acordo com o cronograma, apenas no domingo o elenco terá sua primeira folga, e na segunda retoma as atividades.

Ficha Técnica

Nome: Guidio Oliveira
Idade: 27 anos
Altura: 1,68cm
Peso: 70kg
Posição: Volante
Último Clube: Guarani de Juazeiro-CE

De Olho No Sertão / Com a assessoria

Nacional de Patos aprova fórmula do estadual e prevê economia com salários

Nenhum comentário

domingo, 29 de outubro de 2017--

Na última terça-feira (24/10), foi marcada pelas definições com relação ao Campeonato Paraibano de 2018. Entre os assuntos debatidos e acertados, o principal deles é o novo formato da competição, agora com 16 datas. A fórmula que serviu de base para o formato final foi apresentada pelos times do Sertão, entre eles o Nacional de Patos, que retorna à elite do futebol estadual após três anos.

Para o presidente do canário, Alisson Nunes, as novas normas da competição agradaram ao clube, especialmente pela redução nos gastos com folha de pagamento. Para o mandatário sertanejo, isso vai ser uma melhoria em relação ao que vinha sendo realizado no estado até este ano.

A Copa do Mundo vai apertar o campeonato, o que vai nos dar pelo menos um mês de folha a menos. Antes eram cerca de cinco meses de campeonato e um de pré-temporada. A competição diminuiu pelo menos uma folha para quem quer que seja, indo para a final ou não. Isso pode ser considerado um benefício, já que a situação financeira não está boa em quase nenhum lugar, comentou Alisson Nunes.

A FÓRMULA

Para a disputa do Campeonato Paraibano, as 10 equipes foram divididas em dois grupos. No Grupo A, estão Auto Esporte, Botafogo-PB, Campinense, Nacional de Patos e Sousa. Já no Grupo B estão Atlético de Cajazeiras, CSP, Desportiva Guarabira, Serrano e Treze.

Todos do Grupo A vão enfrentar todos do Grupo B e o primeiro colocado de cada grupo se classifica direto para as semifinais. Além disso, os segundos e terceiros colocados vão se enfrentar dentro de cada grupo em um mata-mata com dois jogos e após os confrontos será estabelecido quem vai para as semifinais. As duas equipes de pior campanha entre os dois grupos vão disputar um quadrangular, com jogos de ida e volta de cada grupo, onde será definido os rebaixados.


Eu não concordei a priori com a formatação dos clubes, achei que ficou desequilibrado. Mas isso se responde dentro de campo. As equipes que tiverem melhor desempenho, vão acabar se sobressaindo.

Em 2018, o Nacional de Patos retorna à disputa do estadual pensando grande. Após conquistar o título da Segunda divisão deste ano, a diretoria do Canário aposta em uma boa campanha e, quem sabe, até a briga pelo título na principal divisão do futebol estadual.

Fonte: Gepb

Atlético de Cajazeiras dá o 'troco' no Auto Esporte e acerta com Fábio Bilica

Nenhum comentário

sexta-feira, 27 de outubro de 2017--

Na semana passada, o Auto Esporte conseguiu acertar com o goleiro Adson e o volante Elton, que estavam praticamente certos com o Atlético de Cajazeiras. Agora, o Trovão Azul deu o “troco” e confirmou a contratação do zagueiro Fábio Bilica, que chegou a ser anunciado como certo pelos automobilistas.

O diretor de futebol do Atlético-PB, Clebson Moura Cavalcante, no entanto, minimizou o fato e disse que essa não foi uma resposta ao Auto Esporte, alegando ter conversado com Bilica desde que o jogador encerrou o contrato com o São Paulo Crystal. “Ocorre que, Fábio Bilica honrou o compromisso, enquanto que Adson e Elton, não”, analisou.

O dirigente ainda explicou zagueiro que Fábio Bilica estava nos planos do Trovão desde ano passado, mas não foi possível a contratação. “Bilica é meu amigo, antes mesmo de jogar na Paraíba. Quando conversamos e se colocou à nossa disposição. Com a contratação de Fábio Bilica, um jogador que atuou 18 anos no futebol da Europa, com passagem pela Seleção Brasileira e nos principais clubes do futebol brasileiro, o Atlético-PB tem como meta brigar pelo título” garantiu Clebson, que ainda revelou que o clube manteve a base da equipe e deve contratar 15 novos jogadores.

O zagueiro Fábio Bilica também destacou a oportunidade de vestir a camisa do time sertanejo. “Olha, se o Atlético-PB deu o troco eu não sei. Mas vou saber defender as cores do Trovão Azul cajazeirense com muito profissionalismo. O time tem uma grande diretoria. E digo que estou pronto para mais esse desafio na minha carreira”.

O jogador atuou este ano pelo Auto Esporte este ano, na primeira divisão do Campeonato Paraibano, e foi um do destaques do torneio. No segundo semestre, jogou pelo São Paulo Crystal, onde não conseguiu levar a equipe de Cruz do Espírito Santo à elite do futebol estadual.

“Agradeço de mais ao Auto Esporte Clube, que foi o time que abril as portas para minha volta ao futebol brasileiro, mas jogador hoje vive de propostas. A do Atlético-PB foi muito boa e por isso tomei essa decisão”.

O elenco do Trovão inicia os preparativos no dia 5 de dezembro. No mesmo dia vai acontecer a apresentação da comissão técnica, comandada pelo treinador Índio Ferreira. O Atlético-PB faz parte do Grupo B do Campeonato Paraibano, ao lado de Treze, Serrano, CSP, Desportiva Guarabira. Sendo que seus adversários são os times do Grupo A: Botafogo-PB, Campinense, Auto Esporte, Sousa, Nacional de Patos. A competição começa no dia 7 de janeiro.


Fonte: Portal Correio

Nacional de Patos ganha nos pênaltis e sagra-se Campeão Paraibano da 2ª Divisão

Nenhum comentário

domingo, 8 de outubro de 2017--


O Nacional de Patos sagrou-se Campeão Paraibano da Segunda Divisão, neste domingo (08/10), na cidade de Guarabira no Brejo paraibano.

O jogo terminou 2 a 0 para a Desportiva Guarabira, como o time sertanejo havia vencido a primeira partida pelo mesmo placar, a decisão foi para os pênaltis.

Nas penalidades o Nacional levou a melhor, vencendo a equipe de Guarabira por 4 a 2.

As duas equipes já estão garantidas na primeira divisão do futebol paraibano em 2018.

HW COMUNICAÇÃO

Nacional de Patos, segue para segunda partida da final com vantagens sobre a Desportiva Guarabira

Nenhum comentário

sábado, 7 de outubro de 2017--

Enquanto a Desportiva se apega ao bom aproveitamento em casa para reverter a desvantagem de dois gols em relação ao Nacional de Patos para o jogo de volta da final da Segunda Divisão do Campeonato Paraibano, o time sertanejo tem mais um dado que o deixa ainda mais favorito ao título. Na história dos confrontos entre as duas equipes, o Verdão Maravilha jamais foi derrotado.

De 2006 (data do primeiro encontro) até aqui, foram 11 jogos, com seis vitórias do Nacional e cinco empates. O Verdão Maravilha tem aproveitamento de 69,6%. O time hoje comandado por Marcos Nascimento também leva vantagem no quesito gols marcados, com 18 a favor e apenas oito contra.

Além do histórico positivo, a grande campanha do Naça na Segundona deste ano é mais um ponto positivo da equipe de Patos. O time disputou nove jogos, com oito vitórias e apenas um empate. Já a Desportiva entrou em campo 11 vezes, com seis triunfos, um empate e quatro derrotas.

Desportiva e Nacional voltam a se enfrentar no domingo, às 16h, no Estádio Sílvio Porto, em Guarabira, em jogo que vai decidir quem vai levantar o troféu da Segundona. Por ter vencido os 90 minutos por 2 a 0, a equipe sertaneja pode até perder por um gol de diferença que fica com o título.

Vai lotar?

Os ingressos já estão à venda para a decisão no Sílvio Porto. As entradas custam R$ 40 (inteira) e R$ 20 (meia). A torcida da Desportiva promete fazer grande festa na arquibancada, assim como os nacionalinos, que deram um show no José Cavalcanti.

Fonte: Portal Correio

Nacional de Patos vence a Desportiva no José Cavalcanti e abre boa vantagem na decisão

Nenhum comentário

segunda-feira, 2 de outubro de 2017--

O Nacional largou na frente na disputa pelo título da Segunda Divisão do Campeonato Paraibano. Na tarde deste domingo (01/10), no Estádio José Cavalcanti, na cidade de Patos, o Verdão Maravilha venceu a Desportiva Guarabira por 2 a 0 e agora pode até perder por um gol de diferença na partida de volta para ficar com o troféu. Os gols foram marcados por Jó Boy e Júnior Mandacaru. 
Foto: Weberson Leitão
Jogando com o apoio de sua torcida, que lotou o estádio, o Naça pressionou o time visitante desde o início e não demorou para abrir o placar. Aos 12 minutos, Jó Boy recebeu bom passe de Caaporã e, de fora da área, finalizou com precisão, no canto esquerdo do goleiro Wallace.

Mesmo após o gol, o Canário do Sertão seguiu melhor e, aos 20, Caaporã quase ampliou o placar. Em cobrança de escanteio ensaiada, o meia recebeu na entrada da área, driblou um defensor do Azulão do Brejo, e finalizou tirando tinta do travessão. 

Aos 40, o time sertanejo ficou com um jogador a menos, após Vidal ser expulso. Três minutos depois, veio o 2º do Nacional. Enercino fez boa jogada pela esquerda e rolou para Júnior Mandacaru deixar a sua marca. Claramente sem ritmo de jogo após 18 dias sem entrar em campo, o espantalho do brejo pouco produziu na primeira etapa.

Se aproveitando do fato de ter um jogador a mais em campo, a Desportiva Guarabira voltou do intervalo correndo atrás do prejuízo. Enquanto isso, o Verdão Maravilha apostou nos contra-ataques. No entanto, nenhuma equipe conseguiu marcar e a partida terminou mesmo 2 a 0.

Já garantidos na elite do futebol paraibano em 2018, Nacional e Desportiva voltam a se enfrentar no próximo domingo (08/10), no Estádio Sílvio Porto, em Guarabira. Para ficar com o troféu, o Azulão do Brejo precisa vencer por três gols de diferença. Se ganhar por uma margem de dois tentos, a decisão do certame vai para os pênaltis.




De Olho No Sertão
Informações: Portal Correio

Outros Destaques
© todos os diteiros reservados
easyweb com tecnologia blogger