Header Ads

AGAPE

Suspeito de matar homem e colocar pênis em panela diz que agiu por 'raiva'


O suspeito de 48 anos, preso por decepar a genital de outro homem em Itanhaém, no litoral de São Paulo, conheceu a vítima na mesma data do crime. Segundo apurado pelo G1 nesta sexta-feira (10), ele ainda teria relatado à polícia que ficou com raiva do homem, que teria tentado ter relações sexuais com ele, o que gerou uma desavença que resultou no crime.

A prisão ocorreu em São Vicente. O suspeito já tinha mandado de prisão temporária por decepar a genital de outro homem, matá-lo e arrastar o corpo até uma praia da cidade de Itanhaém.

Em depoimento à polícia, ele informou que conheceu a vítima no dia 28 de agosto, data do crime. Os dois foram para um quarto de pousada onde estariam usando cocaína pouco antes do crime ocorrer. Segundo apurado pela reportagem, o suspeito disse que o homem ficou sem a roupa e propôs que eles fizessem sexo, se aproximando.

Ele disse que se recusou e, a partir disso, começou uma briga. O suspeito relatou à polícia que se defendeu. Ele desferiu o primeiro golpe com a faca e alegou que teria decepado o pênis do homem por raiva do que aconteceu, alegando que gostava de mulheres e não de homens.

Depois de retirar o corpo da vítima e deixar na praia, ele passou a limpar o lugar utilizando a panela para colocar o sangue. No momento em que ele parou de limpar, deixou o órgão genital do homem de 56 anos dentro do objeto. Segundo apurado pelo G1, a vítima é natural de Itu e estava na região a trabalho, onde atuava como pedreiro.

Equipe da DIG de Itanhaém, SP, encontrou manchas de sangue e uma panela com o órgão genital da vítima no quarto da pousada — Foto: Mariane Rossi/G1

Crime
 
O crime aconteceu no dia 28 de agosto e, até esta quarta, o suspeito era considerado foragido. O corpo da vítima, de 56 anos, foi encontrado na faixa de areia da praia, no bairro Gaivota, com sinais de violência, uma facada entre o tórax e o pescoço e com o órgão genital decepado.

Os policiais iniciaram as investigações e apuraram que o crime aconteceu em uma pousada, onde manchas de sangue foram encontradas no quarto em que o suspeito se hospedou. No local, os policiais também encontraram o órgão genital da vítima dentro de uma panela. Após a identificação do homem, a autoridade policial requereu junto ao Poder Judiciário a decretação da prisão temporária.

Na última quarta-feira, ele foi localizado e preso na casa dele, em São Vicente. Policiais da Delegacia de Investigações Gerais (DIG) de Itanhaém prenderam o homem de 48 anos em uma casa localizada na Avenida Marquês de São Vicente. Ele contou à polícia que teve uma desavença com a vítima no quarto da pousada.

Após recusar, ele disse que golpeou e matou o homem. Ainda de acordo com a Polícia Civil, o suspeito ainda tentou limpar o local do crime, mas não conseguiu e arrastou o corpo da vitima até a praia. O suspeito, que possui antecedentes criminais por diversos crimes, dentre eles furto, roubo, receptação, ameaça e lesão corporal, foi encaminhado à Cadeia Pública de Peruíbe.

 

G1

0 comentários via Blogger
comentários via Facebook

Nenhum comentário

Tecnologia do Blogger.