12 leitos de Enfermaria Covid são reativados para enfrentar aumento de casos da doença em Patos - De Olho No Sertão

Header Ads

IPTU Patos

12 leitos de Enfermaria Covid são reativados para enfrentar aumento de casos da doença em Patos


Em função do aumento do número de casos de doentes com Covid que necessitam de internação hospitalar, a direção do Complexo Hospitalar Regional Deputado Janduhy Carneiro de Patos (CHRDJC), Francisco Guedes, decidiu na manhã desta quinta-feira (13), em comum acordo com a direção do Hospital Infantil Noaldo Leite e com o aval da Secretaria de Estado de Saúde, reativar os 12 leitos de Enfermaria Covid no Noaldo para dar suporte a demanda crescente de pacientes de Covid. Com  isso, o Complexo passa a ter 44 leitos de Enfermaria e mantém seus 32 leitos de UTI Covid. Censo do setor de isolamento Covid da unidade aponta que os 32 leitos de enfermaria estão com 100% de ocupação na manhã de hoje e que a UTI atingiu 95% de sua capacidade.


“Em contanto com o secretário de Saúde, Dr. Geraldo Medeiros, e o secretário Executivo, Daniel Beltrami, recebi a autorização para reativar os leitos de enfermaria Covid no Noaldo e isso já está sendo providenciado de imediato”, disse Francisco. Sobre os cinco leitos de UTI Covid que funcionavam no Hospital Infantil, ele disse que, por enquanto, eles continuarão a ser utilizados para o público alvo daquela unidade de saúde. “O Hospital Infantil está com um aumento de demanda de crianças com Covid e como ele é referência para esse público alvo, a direção daquela unidade vai priorizar o atendimento de crianças e adolescentes com Covid que necessitem de cuidados intensivos”, afirmou Francisco.


O diretor lembra ainda que mesmo diante do cenário de total ocupação de leitos no Complexo, a central de Regulação do Estado fará o encaminhamento do paciente para outras unidades da rede. “A população pode ficar tranquila no sentido de que estamos trabalhando diuturnamente para assegurar o atendimento dos pacientes de Covid e que mesmo em não tendo vagas em Patos, haverá em outra unidade da rede, mas, para que não cheguemos a situação de filas de espera como já aconteceu em vários outros estados da Federação, é preciso que as pessoas colaborem com as autoridades sanitárias seguindo os protocolos de prevenção, que são medidas muito simples, mas, extremamente eficazes no combate a proliferação do vírus”, finalizou Francisco.

Assessoria
0 comentários via Blogger
comentários via Facebook

Nenhum comentário

Tecnologia do Blogger.