Header Ads

AGAPE

Delegado diz que vai pedir nova prisão para homem acusado de estuprar e matar criança de 3 anos em Patos


José Geraldo dos Santos, 25 anos, acusado de espancar, estuprar e estrangular até a morte a pequena Ketyli Kawane Borges (3 anos) está solto após passar pouco mais de 30 dias no Presídio Procurador Romero Nóbrega, em Patos.


A presença de José Geraldo chocou algumas pessoas que presenciaram o acusado nas imediações da casa da mãe dele que fica na Vila Cavalcante. A prisão de José Geraldo está como preventiva, mas diante do crime hediondo se esperava que ele não saísse do Presídio Procurador Romero Nóbrega tão rapidamente.
 
De acordo com o Delegado Dr. Sylvio Rabello, que investiga o caso, tudo leva a crer que o crime praticado teve proteção da própria mãe da criança que foi presa juntamente com o suspeito, porém, pode está em liberdade também. O delegado concedeu várias entrevistas e deu detalhes do crime horrendo que repercutiu em todo o Estado da Paraíba e no Nordeste.

Nesta sexta-feira, 20 de novembro, Dr. Sylvio Rabello concedeu entrevista ao repórter Higo de Figueiredo da Rádio Espinharas sobre a colocação em liberdade do acusado e disse que irá pedir uma nova prisão para o mesmo e para a companheira dele.
 
Segundo o delegado Sylvio Rabello, a prisão aconteceu em flagrante delito.
 
"Tínhamos provas suficiente para isso, confissões, provas testemunhais, laudos pericial e com todas essas provas não havia dúvida. Essa semana tomamos conhecimentos que o procedimento policial baixou e o acusado foi posto em liberdade. A minha orientação é que a autoridade policial que preside está ação renove a representação por pedido de prisão preventiva, tendo em vista que o acusado é um individuo de extrema periculosidade", finalizou o delegado.
 
 
Com informações do Patosonline
0 comentários via Blogger
comentários via Facebook

Nenhum comentário

Tecnologia do Blogger.