BANNER TOPO

Ùltimos

Policial

Médico Orlando Damascena morre em João Pessoa vítima da COVID-19

quarta-feira, 20 de maio de 2020--

/ por Redação
O ginecologista Orlando Damascena, de 71 anos, foi mais um dos profissionais de saúde que morreu por Covid-19 na Paraíba.


O médico, que era hipertenso e diabético, estava internado em João Pessoa desde o dia 04 de maio, após apresentar um quadro de gripe e febre e, ao ser submetido a uma tomografia, foi constatado que ele poderia estar com algum problema pulmonar. Foi realizado o teste e ele testou positivo para o coronavírus.

Bastante conhecido em Patos,  proprietário da clínica Ginecam, o estado de saúde dele se agravou no último sábado (09) e teve que ir para a UTI e ser entubado.

Na última quinta-feira (14), o filho do profissional, Germano Damascena, postou nas redes sociais uma mensagem de esperança a amigos e familiares.

“Meu pai tá se recuperando bem! A oxigenação tá muito boa, caminhando para desintubação. Havia apresentado uma infecção que está cedendo ao tratamento, com redução da taxa de leucócitos. E, apesar da deficiência renal, está tendo diurese”, relatou.

Não há ainda informação do horário do falecimento do médico, mas acredita-se que tenha sido na madrugada desta quarta-feira (20).

Nas redes sociais admiradores, pacientes e pessoas próximas ao médico lamentam a perda. A médica endocrinologista Felícia Crispim disse que a medicina está de luto.

"Perdemos um ser humano ímpar, médico humano, competente, sempre disposto a ajudar! Trabalhou incansavelmente a favor da saúde em Patos e toda região até seus últimos dias!!! Deixo aqui registrado a minha admiração e gratidão ao médico querido Dr Orlando!!! Que descanse em paz!!! Patos está de luto!!! A medicina está de luto!"

A coordenadora pedagócia e professora de inglês, Sacha Medcraft, disse estar profundamente triste com a partida do médico, responsável pelo nascimento dela e da filha caçula.

"Eu estou sem palavras. Ele me trouxe ao mundo! Anos depois trouxe Bia ao mundo!"

A médica veterinária Adriana Amorim falou da gratidão que tem ao médico, que fez parte da vida de muitas famílias em Patos.

"Sem acreditar! Quanta dor estou sentindo. Trouxe meu filho ao mundo. Meu coração é dor e gratidão. Eu não conheci na vida um médico com o coração do tamanho do dele, uma pessoa  incrível. Patos perde muito, a mulher perde muito".



Potal TV Sol
Outros Destaques
© todos os diteiros reservados
easyweb com tecnologia blogger