BANNER TOPO

Ùltimos

Policial

Câmara de Patos recebe Projeto de Lei que reconhece a Associação Cultural Coletivo Espinho Branco como de Utilidade Pública

sábado, 25 de maio de 2019--

/ por Redação
A Câmara Municipal de Patos recebeu na Sessão Ordinária desta quinta-feira (23) o Projeto de Lei que reconhece como de Utilidade Pública a Associação Cultural Coletivo Espinho Branco, do município de Patos, de autoria do vereador Paulinho Lacerda. Ao projeto foi lido e encaminhado as comissões para análise e posteriormente será posto em votação.
 
“É mais uma entidade, mais uma associação cultural do município de Patos que a mais de seis anos vem fazendo um trabalho importante na cultura, além do São João alternativo, várias oficinas de arte e é importante que o mesmo seja reconhecido como de utilidade pública e possa ter mais ferramentas, mais oportunidades de engrandecer mais ainda a cultura do município de Patos”, destacou Paulinho Lacerda.
Durante a sessão, o jovem Whelley Izidro, que é membro da Associação, fez uso da Tribuna Livre para agradecer o apoio que o Poder Legislativo patoense vem dando a entidade. 
 
“É um prazer muito grande está aqui na Câmara Municipal de Patos , ter esse espaço pra gente poder trazer as atividades do Coletivo e mostrar, não só para os representantes do povo, como para a população, que existem pessoas dedicadas a produção cultural aqui na cidade , mostrando o que Patos e a região tem de bom , no quesito cultural. Ter esse espaço e esse reconhecimento é muito importante para que a gente possa consolidar nosso espaço , nosso trabalho e ter mais meios para poder produzir as nossas atividades”, disse.
 
Na mesma sessão foram aprovados por unanimidade, em 2ª votação,  seis Projetos de Lei. Dois projetos do vereador Góia, um que dispõe sobre a obrigatoriedade de os Hipermercados, Supermercados, Atacadistas e estabelecimentos congêneres realizarem limpeza e higienização dos carrinhos e outros utensílios usados para acondicionamento de mercadorias e outro que dispõe sobre a obrigatoriedade da publicação dos preços normais e promocionais dos produtos comerciais diretamente aos consumidores.
 
Também foram aprovados dois projetos de lei de autoria do vereador Diogo Medeiros, um que reconhece como utilidade pública a Fundação Bem Viver e o outro denomina de Casa dos Conselhos José Taunai Dantas, a Casa dos Conselhos municipais.
 
Já o vereador Ramon Pantera também teve o projeto que inclui recursos de acessibilidade nos sites oficiais do município de Patos para facilitar a navegação de pessoas com deficiência visual aprovado. 
 
Outro projeto aprovado foi o do vereador Edvar Cambirota que institui o programa municipal de apoio aos catadores de materiais recicláveis. 
 

Assessoria CMP
Outros Destaques
© todos os diteiros reservados
easyweb com tecnologia blogger