BANNER TOPO

Ùltimos

Policial

Câmara de Patos recebe Sindicato dos Funcionários Públicos que apresenta propostas para Campanha Salarial 2019

quarta-feira, 20 de fevereiro de 2019--

/ por Redação
Na sessão ordinária da Câmara Municipal de Patos desta terça-feira, 19 de fevereiro, os vereadores deram entrada na Casa a dois projetos de lei, sendo um de autoria de todos os parlamentares mirins e um do presidente, Sales Júnior (PRB), além de requerimentos que solicitam serviços de infraestrutura no município.

A sessão também contou com a presença de funcionários públicos do município e dos aprovados e classificados no último concurso público para vigilante. Na ocasião, o vice-presidente do Sindicato dos Funcionários Públicos Municipais de Patos e Região (SINFEMP), José Gonçalves, ocupou a tribuna livre onde apresentou ao legislativo os principais tópicos da Campanha Salarial 2019 ‘Coragem de lutar! União para vencer!’ que será lançada nesta quarta-feira, dia 20.
 
Os funcionários vão realizarão um ato público e estão na pauta movimento contra a reforma da previdência, retirada das faltas das fichas funcionais de todos os servidores que participaram da greve e o cumprimento integral que foi homologado pelo tribunal de Justiça; isonomia ou equiparação salarial entre as mesmas categorias; progressões horizontais e verticais; Equipamentos de Proteção Individual (EPI) aos servidores; aumento ou revisão salarial de 30%; pagamento de periculosidade aos vigias e à Guarda Municipal, entre outras listadas, além da luta pela convocação dos concursados e classificados para vigilantes.
 
O líder do governo na Câmara, o vereador Diogo Medeiros (PSB), explicou que todas as reivindicações foram anotadas e serão apresentadas ao prefeito interino, Bonifácio Rocha para que ele possa analisar junto com os setores administrativo e jurídico do município para que ele veja a “viabilidade de atender a pauta do Sinfemp”.

Vetos

Três vetos do prefeito iriam ser votados nesta terça, porém, a relatora e membro da Comissão de Constituição e Justiça, Tide Eduardo (MDB), solicitou que os vetos fossem retirados. Ela justificou que a CCJ reuniu-se nesta segunda-feira, 18, juntamente com o assessor jurídico da Câmara para a realização dos pareceres, porém, diante das dúvidas, Tide, na condição de relatora, pediu um parecer do Procurador Jurídico da Casa Legislativa. Nesta quarta-feira, 20, às 16h, a Comissão reunira-se novamente e na quinta (21) os vetos serão colocados em votação.

Nesta noite, foram aprovados 27 projetos de lei, em segunda votação, para nomeação de ruas.

Ascom CMP
Outros Destaques
© todos os diteiros reservados
easyweb com tecnologia blogger