BANNER TOPO

Ùltimos

Policial

Câmara de Patos reúne entidades educacionais, Igrejas e Segurança Pública para debater tema da Campanha da Fraternidade 2018

segunda-feira, 9 de abril de 2018--

/ por Redação
Fraternidade e Superação da Violência foi o tema da Audiência Pública debatido na Câmara Municipal de Patos na última sexta-feira, dia 06 de abril.

O evento, de autoria do vereador Toinho Nascimento (PSDB), contou com a presença de vereadores, representantes da Polícia Militar, escolas particulares e públicas do município, GIAASP, Conselho Municipal do Ensino Religioso, Fazenda da Esperança, movimentos carismático da Igreja, Pastoral de Comunicação, Associação de Catadores, SAMU, representante da Campanha da Fraternidade e população.

A Audiência Pública foi iniciada com um minuto de silêncio a convite do presidente Sales Mendes Júnior, em respeito à memória da Delegada da Mulher, Tâmara Lenina Xavier Lucena, que faleceu essa semana. Após o momento, o Hino Nacional Brasileiro foi ouvido por todos os participantes e iniciada, oficialmente, a Audiência.

As discussões giraram a respeito da violência, educação, estrutura familiar, bulliyng, pedagogia, oportunidade em que foram sugeridos os seguintes pontos: Inclusão da superação da violência no Projeto Político Pedagógico das escolas; mobilização, por parte das instituições, em prol da paz, a exemplo de caminhadas, passeios ciclísticos e reativação do Conselho Antidrogas. Um relatório será elaborado com todas as sugestões e em seguida, enviado às instituições envolvidas no tema.

O autor da Audiência, Toinho Nascimento, agradeceu e parabenizou a presença dos que puderam está no evento, e destacou que o tema da Campanha da Fraternidade é ecumênico e escolhido pela CNBB juntamente com o conselho de Igrejas Cristãs. “Eu achei que foi muito importante para todos que vieram à Câmara nessa noite”, disse.

O presidente da Casa Legislativa, Sales Júnior, confirmou que as audiências públicas realizadas na Câmara têm surtido efeito, assim como ocorreu com a que teve o Autismo como tema onde no dia seguinte houve uma reunião com mães de autistas, instituições e Prefeitura de Patos para chegar a uma solução relacionada ao atendimento.

O Coronel Plutarco, Subcomandante do Comando Regional de Policiamento II, fez uma explanação onde destacou que a violência não é combatida somente com a Polícia, uma vez que

“A Segurança Pública não é só uma questão que depende só da Polícia Militar. Como o vereador Hugo falou aqui, a Polícia Militar deveria ser a última a ser acionada enquanto os outros órgãos deveriam ser acionados, órgãos de assistência social, de saúde, infraestrutura, deveriam está envolvidos para que esses problemas não surgissem, mas, tudo termina na Polícia Militar que acaba funcionando como a lixeira da sociedade”, disse.

Já o Pastor Mota, representante do Conselho Municipal do Ensino Religioso afirmou que o amor é a principal arma contra a violência. “O amor é a mola propulsora dessas atitudes de prevenção, de recuperação e de resgate de dá um sonho, uma esperança a esses jovens, a essas famílias, que muitas das vezes, com tanto problema, não tivesse sonho, não tivesse esperança. Nós dizemos pra ele que há solução sim”, destacou.

Maria Joseny, da Pastoral de Comunicação da Diocese de Patos e educadora, explicou que todos os tipos de manifestação da violência são preocupantes. Ela disse que tem visto nas escolas crianças, adolescentes e jovens sendo vítimas da violência estimulada nos meios de comunicação e pelas redes sociais.

Porém, ela explicou que há um ‘antídoto’ com a união de forças de várias entidades, como pastorais, movimentos, serviços como agentes transformadores da paz.

Ascom CMP
Outros Destaques
© todos os diteiros reservados
easyweb com tecnologia blogger