BANNER TOPO

Ùltimos

Policial

Câmara Municipal de Patos debate implantação do Colégio Militar no município

sexta-feira, 21 de julho de 2017--

/ por Redação
Foi realizada na noite esta quarta-feira, dia 19, uma Audiência Pública na Câmara Municipal de Patos para debater a implantação do Colégio Militar no município. A audiência, de autoria do vereador Kleber Ramon (PTN), Ramon Pantera, recebeu representantes da Polícia Militar da Paraíba.

O vereador agradeceu a presença dos militares que se dispuseram para discutir a viabilidade da implantação e explicou que agora será feito um documento que será encaminhado ao deputado estadual com o objetivo deste chegar às mãos do governador, Ricardo Coutinho, para que ele se sensibilize para trazer o equipamento educacional para Patos.

Ramon Pantera lamentou a ausência dos representantes da educação estadual e municipal. “A educação é crucial, para mim é lamentável nenhum representante da educação está presente nessa audiência tão importante para aos alunos do município de Patos como também dos alunos das cidades circunvizinhas”, disse.

O presidente da Casa Legislativa, Sales Júnior do PRB, confirmou a elaboração de um relatório com o que foi proposto durante a Audiência Pública. “Aqui é a Casa do debate, a Casa da discussão e a resolutividade, em muitas situações, não é daqui, mas, daqui sai os encaminhamento para as instituições ou governos”, afirmou.

Sales Júnior elogiou a proposta do colega parlamentar, uma vez que é unânime o interesse de que seja implantando o Colégio Militar.

O Tenente Coronel Enéas Cunha Rolim, comandante do CPR II, fez uma avaliação da audiência pública.

“Uma iniciativa muito boa do legislativo de Patos, ficamos felizes porque nós também somos signatários dessa ideia, nós somos defensores, já em outra oportunidade nós fizemos uma iniciativa parecida com essa aqui em Patos e fizemos uma proposição em Cajazeiras perante o secretário de educação do estado que é simpático à ideia”, comemorou.

Segundo o comandante, o único impasse relacionado à viabilidade do Colégio Militar é com relação ao efetivo. “A Escola Militar precisa de um efetivo para fazê-la funcionar, para que a doutrina do pouco do militarismo que é inserido em forma de disciplina, de decência e de gestão aconteça”, explicou.

Já o deputado Cabo Sérgio Rafael, que esteve representando a Assembleia Legislativa da Paraíba, parabenizou a cidade de Patos por sair na frente perante a preocupação de trazer para o município um ensino diferenciado.

Ainda estiveram presentes na audiência, além dos vereadores da Casa, o Coronel Sobreira (presidente da Caixa Beneficente), Tenente Coronel Saulo Laurentino (comandante do 4° Batalhão de Bombeiro Militar), Capitão Esaú, subcomandante do 3° BPM, Capitão Onassis, coordenador do Proerd, Sargento J.Marcos, representante da regional de Cabos e Soldados, Silvano Morais, presidente da ONG Abolição Militar, Denilson Fabian presidente da Caixa Beneficente e a direção da escola Premen.

Ascom CMP
Outros Destaques
© todos os diteiros reservados
easyweb com tecnologia blogger