BANNER TOPO

Ùltimos

Policial

Sessão ordinária desta terça-feira (23), da Câmara Municipal de Patos-PB

quarta-feira, 24 de maio de 2017--

/ por Redação
A Sessão Ordinária desta terça feira (23) foi aberta pelo pronunciamento do vereador Ferré Maxixe (DEM), que n tribuna convidou a população para Sessão Especial que acontecerá nesta quarta feira (24) às 09h:00min para homenagear a comunidade cigana. “Precisamos enaltecer essa comunidade e fazer essa homenagem pelo seu dia, 24 de maio”, convidou Maxixe. Ainda na durante seu pronunciamento, o parlamentar aproveitou ainda para convidar os colegas para conhecer a Casa do Artesão de Patos, localizado na praça Getúlio Vargas. “Lamentavelmente é um local que não recebe tantas visitas e por isso precisamos divulgar mais esse centro e o trabalho desses artístas”, destacou Ferré. Por fim, parabenizou o prefeito Dinaldo Wanderley pela realização da Caravana das Boas Ações, que aconteceu no ultimo sábado no distrito de Santa Gertrudes. “O ponto alto do evento foi o anuncio dos festejos juninos daquela comunidade feito pelo prefeito e que acontecerá pela primeira vez na história daquele distrito. Além de Santa Gertrudes, o prefeito também vai apoiar os eventos juninos promovidos pelos moradores dos sítios do entorno do distrito. Por isso, parabenizo o prefeito Dinaldinho por esse feito”, finalizou Ferré.
**
Edjane Araújo (PRTB) iniciou seu pronunciamento criticando a direção da maternidade Dr. Peregrino Filho pela morte de mais uma criança, fato que foi bastante comentado nos últimos dias. “Fui contatada por uma parturiente que aguardava há mais de 48 horas para ganhar neném, e ela me disse que não podia te a criança por falta de uma vaga na UTI neonatal”, lamentou. Edjane ainda criticou a decisão da direção de fechar a Central de Material Esterilizado no turno da noite. “Apenas 10 kits são preparados durante o dia e se durante a noite o número de partos for maior que isso, as mulheres são obrigadas a esperar até o dia seguinte” denunciou a parlamentar. “Como é que o governador que diz que dá um atendimento humanizado dá uma ordem de fechar a central no turno da noite’, criticou a parlamentar. É preciso tomar como exemplo a morte dessa criança e tomar uma providência urgente, principalmente com relação aos mais pobres, que são as maiores vítimas”, defendeu a parlamentar que foi bastante aplaudida pelos que acompanham a Sessão Ordinária desta terça feira (23)
**
Fátima Bocão (PMDB) cobrou da STtrans a sinalização horizontal de uma faixa de pedestre localizada na Rua Manoel Mota, defronte a Unidade de Saúde Maria Marques, no bairro do Jatobá. Ainda na tribuna, a parlamentar do PMDB reconheceu problemas na maternidade Peregrino Filho, mas também destacou problemas na rede municipal de saúde, que segundo ela, vive momento semelhante. Fui informada que em pelo menos cinco Unidades de Saúde faltam médicos e que nesta quarta feira, fará uma visita “in loco” para constar os problemas. Citou novamente a ausência do compressor do posto de saúde do bairro do São Sebastião. “Eu não agüento mais falar nesse assunto. Será que o prefeito ainda não resolveu esse problema só para dar um cansaço a vereadora Fatima Bocão”, questionou a parlamentar. “O mais grave, é que essa pessoa que procurou atendimento nesses postos, ligou para a secretaria de saúde e lá foi orientada a se deslocar até o Conjunto Noé Trajano, pois lá “provavelmente” teria um médico atendendo. Agora vocês imaginem uma pessoa a pé ter que passar por cinco postos e não ter médico e depois ser mandado para o Conjunto Noé Trajano. Isso é uma falta de respeito com a população de Patos”, criticou a parlamentar. “Amanhã vou pessoalmente conferir o atendimento nos postos de saúde”, prometeu Bocão. A vereadora encerrou seu pronunciamento pedindo ao líder do governo, vereador Antonio Nascimento (PSDB) para que leve o caso ao conhecimento do prefeito Dinaldo Wanderley para que as providencias sejam tomadas. “Tenho certeza que o prefeito não está sabendo desses problemas” finalizou.

**
Lucinha Peixoto (PC do B), endossou as palavras da colega Fátima Bocão (PMDB), quando criticou a falta de médicos nos Postos de Saúde e citou o caso de filha dela, Ana Lígia Peixoto, que está acidentada e que precisou procurar a Junta Médica Municipal, para pegar um atestado, e que segundo a parlamentar, não foi atendida. “Não bastasse isso, o local não tem sequer uma cadeira de rodas”, lamentou Peixto que também criticou a falta de acessibilidade. “O local não tem rampas e se um cadeirante precisar entrar no local, terá quer levado nos braços”, denunciou.
Em seguida Luicinha fez duras críticas, desta vez, ao que chamou de carrossel da alegria, se referindo aos 1.245 contratos feitos na gestão do prefeito Dinaldo Wanderley, entre cargos comissionados e contratados, que foi destaque na imprensa local. “Há 04 anos, o Ministério Público estava em cima dos contratados e determinando a gestão a demitir todos. Há 04 anos já tinha o TAC assinado. Tá lembrado presidente Sales?” questionou a parlamentar lembrando que na gestão da prefeita Francisca Mota, ela era criticada justamente pelo hoje prefeito Dinaldo Wanderley.  “E hoje o número de contratados é quase o dobro e ninguém fala nada”, cobrou Peixoto.

**
Ramon Pantera (PTN) agradeceu Paulo Brandão, coordenador do SAMU de Patos, por ter atendido um pedido seu, de enviar uma ambulância UTI Móvel para uma gestante que deu a luz a uma criança com má formação congênita. “Assim que a criança nasceu teve que ser entubada e de imediato teve que ser levada para um hospital de João Pessoa”, relatou Pantera. “infelizmente a criança não sobreviveu e fiquei muito triste por isso. Mas reafirmo meu agradecimento ao coordenador Paulo Brandão,que dentro de 30 minutos providenciou a ambulância”,  afirmou. Ramon Pantera também criticou o que considera perseguição política por parte do governador Ricardo Coutinho, nas Unidades de Saúde do estado na cidade de Patos. “Para se ter uma ideia, compartilhando através das redes sociais o caso da mulher que após sofrer por várias horas, acabou perdendo um bebê na maternidade Peregrino
Filho, muitas das pessoas que trabalham no local me pediram para desmarcá-las, temendo represálias” denunciou Pantera. “Eu entendo, porque também senti isso na pele. Quando trabalhei no Centro Cirúrgico do Hospital Jandhuy Carneiro, fui punido por emitir meu pensamento diante de certos assunto e até hoje ninguém foi colocado no meu lugar com a minha especialidade”, revelou.  Por fim, Pantera falou sobre a lista dos codificados divulgada pela imprensa estadual. “Conheço duas pessoas que na lista aparecem um valor e que recebem outro muito menor. Pasmem os senhores, em deles ganha R$ 1.000,00 e na folha aparece R$ 2.500,00”, finalizou.

**
O Capitão Hugo (PTN) aproveitou seu tempo na tribuna para defender 03 Projetos de Lei, um deles, que altera o cap IV da lei 1.246 de 20 de julho de 1979 do código de postura. “Esse capítulo está tão desatualizado, que prevê o sacrifício de animais doentes que forem capturadas e levados para os abrigos, mas não especifica que tipo de doença. Como também o animal que apreendido e que num prazo de cinco dias o dono não aparecer, também será sacrificado”, destacou o parlamentar justificando as alterações que julga necessárias. Por fim, o vereador convidou a população para participar de uma Audiência Pública que acontecerá a partir das 19:00h. desta quarta feira. “Vamos debater a revitalização do Rio Espinharas e suas matas ciliares”, finalizou.

19:44
A vereadora Nadir Rodrigues (PMDB) iniciou seu pronunciamento agradecendo a presença das gestantes que estavam no plenário para acompanhar a discussão sobre um requerimento de autoria da parlamentar, que trata de um pedido ao executivo que insira o acompanhamento da Dola junto a Assistência Social. “Então a Dola, pra quem não conhece, o próprio nome já diz: mulher que serve, e Patos hoje conta de forma orgulhosa com essa grande mulher que é Itaiana, que está aqui em Patos prestando esse excelente serviço e, pra minha felicidade, como mulher comprometida com a saúde, que sou, na cidade de Patos essa lei que dá direito a Dola, é de minha autoria”, esclareceu Nadir. A parlamentar ainda defendeu uma união de forças entre o município e o estado, no sentido de melhorar o atendimento de pré natal. “A atenção básica precisa realizar um trabalho com uma maior qualidade a cada dia que passa e isso só é possível com essa união de forças”, defendeu a parlamentar que é enfermeira de carreira. Nadir finalizou seu pronunciamento defendendo outro requerimento solicitando do prefeito Dinaldo Wanderley, uma ajuda financeira para custear despesas de um jovem de 15 anos, morador do bairro Itatiunga, que adquiriu uma bactéria na perna e que corre o risco de perder o membro. “Esse jovem precisa de pelo menos três curativos diários ao custo de R$ 60,00 e a família não tem condições de pagar”, finalizou a parlamentar.

**
Como líder do prefeito, o vereador Antonio Nascimento (PSDB) foi o último a suar a tribuna. Durante seu pronunciamento ele parabenizou os colegas pela união em torno do pleito para o jovem do bairro Itatiunga. “Eu quero dizer da alegria, da motivação que nos traz em ver uma equipe de vereadores que se preocupa com o nosso povo. Todas as sessões a gente ver a preocupação de nossos vereadores em buscar soluções para o nosso povo. Como líder do governo e em nome do prefeito Dinaldinho, eu parabenizo a todos”, registrou o parlamentar. Antonio Nascimento destacou ainda a ausência de cirurgias eletivas no município e lamentou a peregrinação de muitos que chegam a se humilhar em busca desse procedimento na cidade de Patos. “É importante que a gente se uma em defesa dessas cirurgias”, cobrou o verador. 


Célio Martinez







Outros Destaques
© todos os diteiros reservados
easyweb com tecnologia blogger