BANNER TOPO

Ùltimos

Policial

[Atualização] Militar fere a bala popular que tentou intervir em suposta briga de casal em Patos

sexta-feira, 7 de abril de 2017--

/ por Anônimo

José Aldecir de Sousa Albuquerque, mais conhecido por Marinheiro, 47 anos, foi baleado na noite desta quinta-feira(06), próximo a Caixa D’água, no cruzamento das ruas Oscar Torres com a Felizardo Leite, em Patos.


O disparo foi efetuado pelo soldado da Rotam, Ewerson Gonçalves, que atingiu Marinheiro, no abdômen e na mão.


Segundo a versão do militar, ele vinha no trânsito quando ao buzinar para uma pessoa que estava na frente dele em uma motocicleta e a pessoa efetuou palavras de baixo calão contra ele. Os ocupantes da moto desceram para discutir e agredi-lo.


Já populares disseram que a vítima havia dito que o militar e a namorada estavam discutindo, tendo em vista que Marinheiro foi intervir, sendo atingido por dois disparos de arma de fogo.

Marinheiro vinha em seu veículo junto com um amigo conhecido por Dedezinho, quando teria tentado intervir numa briga do militar com a namorada. 

Dedezinho contou sua versão com exclusividade ao Plantão Cidade 102, revelando que seguia de moto com seu amigo e ao fazer a conversão na esquina da Felizardo Leite, perceberam que o policial estava discutindo com a namorada.

“Foi quando Marinheiro desceu da moto e tiveram um bate-boca os dois. Foi tudo muito rápido. De repente só ouvi o tiro. Logo em seguida, vi  que o disparo tinha atingido meu amigo que de início não percebeu”, contou ele.

De acordo com Dedezinho, o policial estava com os ânimos muito agitados e gritava muito. “Não deu tempo nem haver luta corporal. Foi rápido demais.

 Eu acho que ele não teve intenção de atirar contra Marinheiro. Deve ter sido acidental. Não sei se o disparo era pra namorada ou Marinheiro”.

Policiais do Trânsito que estavam próximo ao local atendendo a uma ocorrência, ouviram o disparo e correram. 

Mesmo com a chegada dos policiais, o PM e Dedezinho ainda entraram em luta corporal. Os policiais contiveram os ânimos e levaram o policial acusado do disparo.

Minutos após a chegada da Polícia Militar, a vítima foi socorrida por uma equipe do SAMU para o Hospital Regional de Patos. Não foi divulgado seu estado de saúde.

Já o militar aguardou a chegada da guarnição e foi encaminhado para a Delegacia de Polícia Civil, mas entrou em vias de fato com Dedezinho, mesmo tendo sido contido antes pela Polícia. 

O policial foi detido e está no CPR II da Polícia Militar, Bairro Sete Casas, em Patos.

A Polícia Civil ainda aguarda a namorada do acusado para saber de sua versão nesta sexta-feira.

Fonte: 102fmpatos
Outros Destaques
© todos os diteiros reservados
easyweb com tecnologia blogger