BANNER TOPO

Ùltimos

Policial

[Alerta] Pernambuco em alerta para doença misteriosa que deixa urina "preta"

quarta-feira, 18 de janeiro de 2017--

/ por portal de olho no sertão
Diante dos casos da doença misteriosa que atinge a Bahia e o Ceará, estados que fazem divisa com Pernambuco, a Secretaria Estadual de Saúde (SES) emitiu um alerta às unidades médicas. Elas deverão notificar e investigar, em até 24h, quaisquer casos que apresentem dor muscular extrema, insuficiência renal e urina de cor preta, assim como características clínicas semelhantes.

Até o momento, duas pessoas morreram com suspeita de ter contraído a doença, na Bahia. Outras 53, incluindo doentes do Ceará, registraram sintomas parecidos: dores musculares que começam no pescoço e irradiam para o resto do corpo, além da urina escura.

“A Secretaria Estadual de Saúde de Pernambuco informa que tem se mantido alerta em relação à ocorrência de casos suspeitos de mialgia aguda a esclarecer em alguns estados do Nordeste. Por meio da Rede de Centros de Informações Estratégicas em Vigilância em Saúde (Rede CIEVS), a SES-PE acompanha e mantém toda rede de serviços de atenção e vigilância do Estado atualizada da evolução desses eventos”, diz em nota.

Pesquisadores brasileiros e americanos tentam desvendar o mistério. Porém, os quatro laboratórios do Brasil e um dos Estados Unidos ainda não têm previsão de quando terão as respostas. Eles não sabem quando irão concluir aa amostras de sangue que foram coletadas.

A suspeita de que a doença é provocada por uma toxina de peixes encontrados no Litoral Norte baiano já está descartada. Entretanto, uma das principais hipóteses é que a contaminação tenha origem em um vírus encontrado nas águas sujas dos esgotos, nas fezes. Um vírus da família da hepatite A.

O parechovírus foi encontrado nas últimas análises feitas no laboratório do Instituto de Ciências da Saúde da Universidade Federal da Bahia. Contudo, o que intriga os pesquisadores é que não há relatos de mortes relacionadas a este vírus. Geralmente, o paciente fica internado, mas sem risco de morte.

Fonte: G1
Edição: Odair Morais - De Olho No Sertão

Outros Destaques
© todos os diteiros reservados
easyweb com tecnologia blogger