BANNER TOPO

Ùltimos

Policial

Gagliasso desabafa após polícia identificar suspeitos de ofender a filha

quarta-feira, 21 de dezembro de 2016--

/ por portal de olho no sertão
O ator Bruno Gagliasso fez uma postagem em sua página em uma rede social e desabafou após a Polícia Civil do Rio de Janeiro cumprir dois mandados de busca e apreensão em Guarulhos e em Itaquaquecetuba, em São Paulo, na manhã de terça-feira (20).

A ação foi parte da Operação Gagliasso, que investiga ofensas de cunho racista contra Titi, de três anos, filha dos atores Bruno Gagliasso e Giovanna Ewbank. Em sua postagem, Bruno Gagliasso agredeceu a Polícia e pediu que as pessoas não tolerem o preconceito e denunciem.

"Agradecemos a polícia por ter elucidado todo o caso da agressão a nossa filha.
Temos consciência de que ela é apenas mais uma das milhares de pessoas vítimas de preconceito todos os dias nesse país, um país que também é vítima recorrentemente de falta de investimento em educação e de ações afirmativas contra o preconceito racial. Não podemos ser tolerantes com o preconceito. Preconceito é crime! Converse com seus pais, com seus filhos e na sala de aula, e, se for vítima de agressão, denuncie, não deixe passar. Temos que colocar luz sobre esse problema. Bruno e Gionanna", escreveu Bruno Gagliasso em sua página.

De acordo com a Polícia, um dos suspeitos de envolvimento no caso é uma adolescente de 14 anos. A menor confessou ser uma das autoras das ofensas à criança e relatou ter criado um perfil falso em rede social para fazer as ofensas, acreditando que assim ficaria impune. Outras sete pessoas foram levadas para prestar esclarecimentos.

Em novembro, o ator foi à Delegacia de Repressão aos Crimes de Informática (DRCI), que fica na Cidade da Polícia, na Zona Norte do Rio de Janeiro, e registrou a denúncia. Os comentários preconceituosos foram escritos em uma foto publicada pela atriz Giovanna Ewbank, mulher do ator e mãe da menina, em seu perfil em uma rede social. A menina foi adotada pelo casal este ano.
"Eu acho que, não só pra minha filha, mas pra qualquer outro caso. Isso é muito sério. Isso é crime. Eu acho que quem fez tem que pagar, não adianta. Os responsáveis vão ser punidos", afirmou o ator na época.

O ator e a repórter do "Vídeo Show" foram ao Malaui, no Sul da África, no ano passado para apoiar uma ONG que envia donativos para crianças carentes da qual Giovanna veio a se tornar embaixatriz. Na ocasião, eles deram entrada no processo de adoção e neste ano receberam a permissão para adotar a criança.

Fonte: G1
Outros Destaques
© todos os diteiros reservados
easyweb com tecnologia blogger